Ganho de eficiência operacional é um dos temas das palestras no primeiro dia de feira

palestras

 

Tradicional por seus eventos de conteúdo, a Marintec South America e a Man.U.Tec ofereceram aos visitantes um farto repertório de palestras e treinamentos. No total, mais 1.000 pessoas assistiram a programação de 24 apresentações com especialistas dos mercados abordados pelos dois eventos no primeiro dia de realização.

Sob a ótica da Man.U.Tec, o líder de Data Science&Machine Learning e professor MBA Business Analytics e Big Data na VALE/FGV, Rafael Lynchowski, deu detalhes de como a automação de determinados processos de predição otimizaram a manutenção do sistema ferroviário que atende a Vale em Carajás e falou também sobre o impacto positivo que a adoção dos novos procedimentos teve nos resultados financeiros da empresa. “Dados, hoje, são os principais ativos de uma empresa. E, considerando uma empresa da complexidade da Vale, na qual a integração da cadeia é estratégica, a gestão inteligente de dados é determinante”, comentou.

No caso da Vale, uma das aplicações da gestão inteligente de dados é para a identificação de oportunidades de otimização de manutenção em equipamentos críticos e não-críticos, com o objetivo de prever e evitar falhas e para reduzir, quando possível, as rotinas de manutenção com base em custos. “Um case que ilustra com perfeição os benefícios da adoção de sistemas de gestão inteligente de dados é a solução adotada na Estrada de Ferro Carajás para evitar a quebra de trilhos. Em intervalos fixos, um veículo sobre trilhos equipados com sensores percorre a extensão da ferrovia para inspecionar, recolher dados e diagnosticar o risco de anomalias e fraturas”, conta.

O processo na Vale considera as seguintes etapas: análise de imagens, preparação de dados, análise diagnóstica, segmentação da ferrovia e a definição de um modelo preditivo de falhas. “O modelo consegue prever 85% das ocorrências de falhas e podemos afirmar que teve um ganho potencial de US$ 7 milhões por ano através da maior disponibilidade da ferrovia para as operações da Vale.

No universo da Marintec, outra palestra foi liderada pelos gerentes responsáveis pela base de fornecedores da Petrobras, Gerson Rentes Borges e Roberta Nobre Damiani Pereira, e abordou o Regulamento de Licitações e Contratos da Petrobrás, de acordo com a lei 13.303/16. Os especialistas explicaram como funciona o processo e quais são as fases de uma licitação aos profissionais interessados. Eles, também, apresentaram detalhes sobre a fase de habilitação, as diferenças entre os modos de disputa e sobre a pré-qualificação.

Roberta afirma que a Petrobras está orientada a disponibilizar o máximo de informação possível sobre o RLCP para evitar perguntas e dúvidas de fornecedores durante o processo de licitação. “Muitas vezes recebemos arquivos com dados incompletos, sem propostas e  não temos como avaliar e que acabam sendo desqualificados, o que gera demoras em todo o processo, que demanda celeridade. A estatal necessita do serviço”, diz.

Nesta quarta-feira a programação de palestras continua e serão abordados temas como: “Novos investimentos e financiamentos: quais as possíveis soluções para a falta de recursos e de garantias de financiamentos no setor?” e “Como criar uma política pública sustentável de construção naval para um melhor desempenho do setor”.

Fonte: Conteúdo Empresarial

ubm-white

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM: uma das maiores empresas do mundo em mídia de negócios

Nos mais de 30 países onde realiza seus eventos, a UBM constrói relacionamentos duradouros com especialistas e players do mercado e gera oportunidades que alavancam e fomentam o desenvolvimento da indústria local em âmbito global. Ler Mais

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida
E-mail Inválido
Entrada Inválida
Entrada Inválida